Joice Zau apura-se para o mundial de Spoken Word após conquistar o título de vice-campeã da Copa América de Slam

A autora do poema ‘2022 vais gostar’, Joice Zau, sagrou-se no último fim-de-semana vice-campeã da 1.ª edição do ‘Abya Yala-Copa América de Slam’, evento realizado no Rio de Janeiro, Brasil, estando assim classificada para o campeonato mundial de Spoken Word (palavra falada, na tradução livre do inglês), a ter lugar em Bruxelas, Bélgica, em Setembro de 2022.

Joice Zau vai representar o Brasil no referido campeonato, que tem como finalidade a promoção da poesia oral (spoken word), as batalhas de performances poéticas, a aproximação da cultura e os povos, a propagação da arte e a transformar os slams em linguagens.

De lembrar que, Joice Zau estava na iminência de falhar por falta de dinheiro para o visto, uma vez que a organização da ‘Copa’ garante apenas o bilhete de passagem e a hospedagem do concorrente, enquanto decorre a disputa, razão pela qual a poetisa lançou um apelo nas redes sociais, no mês de Outubro, a solicitar patrocínio e imediatamente recebeu de apoio apoio 200 mil kwanzas do Instituto Superior Politécnico Sol Nascente do Huambo para obtenção do referido documento.

Grande vencedora do Slam da Liga, Joice Zau é natural da Cabinda, e reside em Luanda. A poetisa trabalha na área de assessoria e coordenação de projectos numa cooperativa habitacional, embora seja técnica de refinação de petróleos e finalista do curso de engenharia electro-mecânica e estudante de literatura e língua portuguesa.

Joice Zau É também activista, slammer e faz parte do colectivo “Unidas somos mais fortes”. Começou a fazer “rimas” em 2018 como uma forma de se expressar e vencer a timidez, desde então, participou e venceu diversas outras batalhas na África e no Brasil.

Joice Zau foi já distinguida com vários prémios: a Copa Lusófona Feminina-Slam Delas; é vice-campeã do Slam São Paulo, é finalista do Slam da Guilhermina, que acontece em Dezembro próximo, e finalista da Copa das Favelas, a ser realizada em Janeiro de 2022.

Fruto do seu trabalho, a artista angolana vai fazer parte da Antologia Anual do Slam da Guilhermina, na qualidade de vencedora do Slam Brasil 2021, no qual foi distinguida com uma medalha de ouro e troféu representante do Brasil e do continente africano na Copa da América, que aconteceu entre os dias 4 e 7 de Novembro, no Rio de Janeiro, onde conquistou o título de vice-campeã.

Irinea Lukombo

Irinea Lukombo

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *