JLo negou audiência a parlamentares da IURD e atirou a bola ao Parlamento

O Presidente da República, João Lourenço, negou receber em audiência uma delegação de deputados brasileiros afectos à Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), cuja missão centrava-se em torno da defesa dos interesses daquela confissão religiosa em Angola, adiantou, nesta terça-feira, o jornal Folha de São Paulo.

O Vice-Presidente da República Federativa do Brasil, Hamilton Mourão, teria aproveitado a realização, em Luanda, da XIII Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da CPLP para pedir ao Presidente João Lourenço que aceitasse receber em audiência uma missão encabeçada pelo deputado republicano e bispo licenciado da Universal, Marcos Pereira.

O jornal Folha de São Paulo fala em dois pedidos formulados pelo Vice-Presidente brasileiro a João Lourenço, com o objectivo de obter do governo angolano garantias de tratamento justo à IURD nos processos judiciais que correm contra a denominação religiosa no país e uma audiência entre o Presidente angolano e uma missão de parlamentares evangélicos.

O jornal brasileiro avança que Hamilton Mourão “não encontrou qualquer disposição de João Lourenço em atender as demandas da ala brasileira da igreja”, sob a justificação de que “não era adequado que uma delegação de parlamentares fosse recebida pelo poder executivo local”.

João Lourenço teria informado que uma missão de parlamentares brasileiros seria sempre bem-vinda para se reunir com deputados angolanos, sempre que devidamente convidada pelo Parlamento do país.

A perda de apoio da bancada evangélica no Senado brasileiro teria levado Jair Bolsonaro a delegar o seu ‘vice’ a fazer um apelo directo a João Lourenço aproveitando-se da agenda da CPLP.

O Presidente brasileiro recusou-se, em Abril deste ano, intervir nos problemas que a IURD atravessa em Angola. Porém, a bancada parlamentar evangélica, sob condução do deputado da Frente Parlamentar Evangélica, Aroldo Martins, prometeu recorrer a outros meios e formas para resolver o problema.

Hamilton Mourão disse nesta terça-feira, 20, que uma missão parlamentar está a ser negociado uma missão parlamentar a Angola entre a embaixada brasileira em Luanda e o Ministério das Relações Exteriores de Angola e que ainda não há uma resposta.

*Com jornal Folha de S. Paulo

Glaucia Miguel

Glaucia Miguel

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *