Januário Jano arrebata uma das menções honrosas do prestigiado prémio norueguês The Queen Sonja Print Award 2022

 Januário Jano arrebata uma das menções honrosas do prestigiado prémio norueguês The Queen Sonja Print Award 2022

O artista plástico angolano Januário Jano foi distinguido com uma menção honrosa ‘The Queen Sonja Print Award’, um prémio dedicado a jovens talentosos de diversas nacionalidades que se destacaram no campo da gravura.

A cerimónia de entrega dos prémios aconteceu nos dias 20 e 21 de Junho, no Museu de Arte Munch e no novo Museu Nacional, na Noruega, tendo sido distinguidas com menção honrosa, pela primeira vez, cerca de três figuras das artes plásticas, pela excelência do trabalho produzido.

Januário Jano é o autor da mostra de arte ‘Imbambas: Unsettled Feelings of Object & Self’, considerada uma das melhores exposições do mês de Janeiro deste ano, de acordo com a FAD Magazine, uma revista de arte contemporânea de Londres.

Além de Januário Jano, o evento que teve como vencedora a franco-marroquina Yto Barrada, decidiu também atribuir menções honrosas aos artistas Nostskikelelo Mutiti, do Zimbabwe, e Seher Shah, do Paquistão.

“Sinto-me honrado por ter sido reconhecido a este nível e acima de tudo por receber este prestigiado reconhecimento e ter estado dois dias intensos na companhia da Rainha HM Queen Sonja. Foi algo que não tinha programado, mas acredito que isto resulta quando fazemos algo que amamos com verdade”, disse Januário Jano, em reação à menção honrosa.

O ‘The Queen Sonja Print Award’ tornou-se o principal prémio mundial de arte gráfica e é atribuído a cada dois anos a um artista jovem, ambicioso e promissor, que se destaque no campo da gravura.

Uma ampla gama de profissionais internacionais, curadores, artistas e instituições de arte nomeiam artistas talentosos de todo o mundo para este prestigioso prémio. Não há limite de idade, mas artistas mais velhos e claramente estabelecidos não são considerados para este prémio.

Nascido em Luanda, Januário Jano é um artista visual que vive e trabalha entre Luanda, Lisboa e Londres. Concluiu uma pós-graduação, tendo sido aprovado com distinção BA (Hons) em Estudos de Design, na ex-Universidade Guilhall (actual London Metropolitan University), em 2005. Trabalha, sobretudo, em pintura, instalação, vídeo e fotografia, usando mistura de diferentes media.

Participou em quase 30 exposições colectivas e individuais em países como Angola, Portugal, Estados Unidos, Inglaterra, Itália e Camarões. Januário Jano está envolvido em projectos de pesquisa que têm sido o foco do seu trabalho artístico.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.