Isto é Notícia

Fundação BAI investe 15 milhões kz no programa de formação de cidadania denominado ‘Ser Cidadão’

Partilhar conteúdo

A Fundação BAI, afecta ao Banco Angolano de Investimento (BAI), em parceria com a Delegação Provincial da Educação de Luanda, realiza de 9 a 12 de Maio deste ano, a primeira fase do programa “Ser Cidadão”, uma iniciativa que visa a formação de formadores para a cidadania, num investimento avaliado em 15 milhões de kwanzas.

De acordo com a administradora executiva da Fundação, Kâmia Madeira, desenvolver competências necessárias ao exercício da cidadania é crucial para a criação de uma geração activa, consciente e responsável.

“Reconhecemos no corpo docente um papel decisivo na construção de futuros cidadãos angolanos, que começa na infância e, por este motivo, apostamos na sua capacitação nos diversos domínios da cidadania. Os professores e as crianças são os verdadeiros multiplicadores da cidadania”, afirma a administradora.

Com o objectivo de contribuir para o exercício de boas práticas entre os jovens angolanos; promover acções que fomentem o exercício da cidadania em ambiente escolar e desenvolver acções de formação para a cidadania, o programa “Ser Cidadão” vai contar, numa primeira fase, em formato presencial, com cerca de 60 sub-directores pedagógicos de escolas primárias do ensino público que vão compor a primeira turma de formandos, sob indicação da Delegação Provincial da Educação.

Segundo uma nota da instituição chegada à redacção deste portal, o programa concretizar-se-á com a formação de 120 formadores para a cidadania, nomeadamente membros de corpo docente e/ou directivo de escolas primárias do ensino público, com a missão de replicar os conhecimentos adquiridos durante o programa nas instituições onde exercem funções.

“A matriz curricular do programa foi concebida para integrar a dimensão política, humana, social, cultural, ambiental e escolar da cidadania, e contribuir para o desenvolvimento pessoal e social dos alunos a partir do ensino básico”, reitera a nota da FBAI.

Para a Fundação BAI, a adopção de conteúdos diversificados permite abordar uma panóplia de temas, dentre os quais destacam-se a cidadania responsável, ética, literacia financeira, a valorização do património histórico-cultural, a preservação ambiental e o bem comum, com o intuito de despertar nos discentes das classes infanto-juvenis o interesse pela cidadania de forma lúdica e pedagógica.

Bernardo Pires

Related post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *