FLEC-FAC reivindica morte de 19 soldados das Forças Armadas Angolanas

 FLEC-FAC reivindica morte de 19 soldados das Forças Armadas Angolanas

A Frente de Libertação do Estado de Cabinda – Forças Armadas de Cabinda (FLEC-FAC) anunciou nesta quarta-feira,10, que 19 combatentes das Forças Armadas Angolanas (FAA) foram mortos em confronto com os guerrilheiros de Cabinda que também perderam um homem.

A situação político-militar no enclave de Cabinda ainda continua instável, embora o governo tenha salientado inúmeras vezes unidade naquele território.

De acordo com o comandante das Forças Armadas de Cabinda (FAC), tenente-general Bernardo João, uma viatura militar das Forças Armadas Angolanas (FAA) foi abordada por combatentes cabindenses na estrada que liga as aldeias de Buco-Zau e Dinge, tendo o ataque resultado em 12 militares e ferido vários outros membros do exército nacional, na terça-feira, 9, à noite.

“Na manhã desta quarta-feira, 10, na estrada que leva à aldeia de Chimbanza, na região de Necuto, sete militares das FAA, que patrulhavam a referida zona, foram mortos num confronto em que as FAC também perderam um combatente”, descreveu.

As últimas notícias de mortos na região remontam a Junho deste ano, quando a organização da independência do enclave angolano de Cabinda comunicou a morte de dois civis num ataque que teria sido protagonizado pelas FAA a uma posição das FAC.

*Com a LUSA

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.