Filhos de JES só aceitam desligar a máquina se o coração do pai passar a funcionar com ajuda

 Filhos de JES só aceitam desligar a máquina se o coração do pai passar a funcionar com ajuda

Os filhos de José Eduardo dos Santos não deverão aceitar que se desligue a máquina à qual está ligado o ex-Presidente da República, enquanto este continuar a respirar sem qualquer ajuda, apesar de o seu coma ser considerado irreversível.

O jornal português Negócios, que avança a informação, escreve que os filhos de Eduardo dos Santos só concordarão que se desligue a máquina se os médicos comunicarem que nenhum dos órgãos do ex-chefe de Estado angolano está a funcionar, o que não deve ser o caso.

Nesta terça-feira, 28, Tchizé dos Santos reagiu à notícia do “quadro irreversível” da saúde do pai com um áudio partilhado nas redes sociais, no qual afirma que ela enquanto filha nunca iria permitir que se desligasse “as máquinas de um pai vivo, que tem o coração a bater normalmente, um coração que está bom, [que] não teve ataque cardíaco, [que] não teve AVC [ataque vascular cerebral]”.

O Negócios avança também que a família do antigo Presidente da República deve reunir-se esta quarta-feira, 29, com o corpo clínico do Centro Médico Teknon, em Barcelona, para serem informados sobre a situação de saúde de José Eduardo dos Santos.

O dossier, segundo a publicação portuguesa, está a ser acompanhado pela companheira de José Eduardo dos Santos, Ana Paula dos Santos, a irmã Marta dos Santos, e alguns filhos — sobretudo Isabel dos Santos —, que deverão tomar a decisão sobre os passos a dar.

Tchizé dos Santos acusa o governo de João Lourenço de pretender convencer a família a autorizar os médicos a desligarem as máquinas, para tirar proveito político da situação.

Nesta terça-feira, 29, o Presidente da República anunciou, via Facebook, o envio a Barcelona do ministro das Relações Exteriores, Téte António, para “acompanhar de perto” da situação de saúde de José Eduardo dos Santos.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.