EUA lançam sanções por reconhecimento pela Rússia de regiões separatistas

 EUA lançam sanções por reconhecimento pela Rússia de regiões separatistas

O Presidente norte-americano, Joe Biden, emitirá “em breve” uma ordem executiva com sanções devido ao reconhecimento pela Rússia das repúblicas separatistas da região ucraniana de Donbass, na Ucrânia, nesta segunda-feira anunciada por Moscovo.

A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, indicou em comunicado que a ordem executiva presidencial proibirá novos investimentos, comércio e financiamento dos Estados Unidos para, de ou nos territórios separatistas pró-Rússia de Donetsk e Lugansk, no leste da Ucrânia.

“Prevemos um movimento como este por parte da Rússia e estamos prontos para responder imediatamente. (…) Esta ordem executiva também fornecerá autoridade para impor sanções a qualquer determinado indivíduo a operar nessas áreas da Ucrânia”, indicou Psaki, acrescentando que os departamentos de Estado e do Tesouro norte-americanos fornecerão detalhes adicionais em breve.

A porta-voz frisou que em causa estão “medidas separadas e adicionais às medidas económicas rápidas e severas” que os EUA estão a preparar “em coordenação com os aliados e parceiros, caso a Rússia invada ainda mais a Ucrânia”.

O executivo norte-americano descreveu ainda o reconhecimento da independência das regiões separatistas na Ucrânia por parte da Rússia como uma “violação flagrante” dos seus compromissos internacionais.

“Continuamos a consultar de perto os aliados e parceiros, incluindo a Ucrânia, sobre os próximos passos e sobre a escalada contínua da Rússia ao longo da fronteira com a Ucrânia”, concluiu Jen Psaki .

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, reconheceu nesta segunda-feira a independência dos territórios separatistas pró-Rússia no leste da Ucrânia e instou o parlamento a assinar os tratados que permitirão o apoio militar de Moscovo a estas auto-proclamadas repúblicas.

Texto Lusa*

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.