Endiama pode aumentar de 25 para 49% a sua participação num projecto com a Rio Tinto

A Empresa Nacional de Prospecção, Exploração, Lapidação e Comercialização de Diamantes de Angola E.P. (Endiama), que assinou um contrato de investimento mineiro de concessão de diamantes com a anglo-australiana Rio Tinto, poderá aumentar a sua participação de 25 para 49% tão-logo se comprove capacidade financeira suficiente para o acto.

No investimento mineiro de concessão de diamantes ‘Chiri’, na Lunda-Norte, o gigante mundial detém 75%, e a nacional 25%. Esta disparidade percentual levou o ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, Diamantino de Azevedo, a explicar que “o contrato prevê um aumento progressivo desta participação”, dependendo apenas “do interesse da Endiama em acompanhar o projecto e, também, da sua capacidade financeira de poder participar nesse aumento”.

De acordo com o site do Ministério dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, que cita uma recente entrevista que Diamantino de Azevedo concedeu à RTP África, o governo de Angola espera, com a entrada da empresa Rio Tinto no país, melhor qualidade do trabalho de prospecção e exploração mineira, sempre com respeito às questões ambientais e às comunidades que estão nos arredores da actividade mineira.

Diamantino de Azevedo referiu ainda que a lei angolana contempla a obrigatoriedade da responsabilidade social das empresas, afirmando que os projectos sociais são, geralmente, discutidos com as comunidades, governos municipais e provinciais.

“Temos experiência relevante nesse engajamento. Angola tem o quarto maior jazigo primário de diamantes do mundo, que é explorado pela Sociedade Mineira de Catoca, e, a partir daí, temos uma experiência mineira no engajamento, tanto a nível comunitário, como em projectos sociais e de apoio às várias iniciativas, priorizadas pela sociedade civil, principalmente a nível da educação, agricultura e da saúde”, sublinhou.

As negociações que terminaram com a assinatura do contrato com a empresa Rio Tinto, a 8 de Outubro de 2021, tiveram início há dois anos.

Jaime Tabo

Jaime Tabo

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *