“Dia 24 de Agosto não deixes calar a tua voz”, apela Adalberto Costa Júnior aos angolanos no Facebook

 “Dia 24 de Agosto não deixes calar a tua voz”, apela Adalberto Costa Júnior aos angolanos no Facebook

O presidente da UNITA e coordenador da Frente Patriótica Unida (FPU), Adalberto Costa Júnior, defendeu hoje, através de uma publicação na rede social Facebook, que os cidadãos merecem uma Angola justa, tendo apelado a que ninguém deixasse de expressar a sua voz no dia 24 de Agosto.

“A nossa força vem do descontentamento, da pobreza, da falta de emprego, da falta de futuro, do grito dos povos angolanos unidos nesta sede de mudança. Uma imensa maioria unida na esperança. Dia 24 de Agosto não deixes calar a tua voz. Merecemos uma Angola Justa”, apelou o presidente da UNITA.

Há mais de um mês que o líder da UNITA tornou a sua presença nas redes sociais mais do que regular, fazendo apelos diários e/ou publicando pequenas reflexões sobre a situação político-económica e social do país, mas sobretudo sobre as eleições de 24 de Agosto.

“O governo já manipulou os cadernos eleitorais. O acto eleitoral pede a nossa vigilância. A forma como o governo quer contar os votos exige a indignação de todos. Faltam 56 dias para sentirmos a mudança ou sentirmos a fraude do costume.  Merecemos eleições limpas”, defendeu Adalberto Costa Júnior na publicação de quarta-feira, 29.

Reacções também existiram em relação ao tempo de antena que tem sido dispensado aos partidos na oposição nos órgãos de comunicação social públicos. Um tempo que Adalberto Costa Júnior entende como sendo ilegal.

“O tempo dado pela TPA, RNA e Jornal de Angola aos partidos da oposição é ilegal. Porque aceitam os jornalistas fazer este papel pouco sério e indigno? A revelação de que estas empresas são as que recebem mais subsídios do Estado (dinheiro de todos nós) explica muita coisa”, escreveu o líder da UNITA, ilustrando o seu post com dois gráficos que ilustram o domínio esmagador do MPLA nos media estatais.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.