Bonga comemora 50 anos de carreira com lançamento do álbum ‘Quintal da Banda’

Após ter comemorado o seu 79.º aniversário natalício com dois grandes espetáculos em Portugal e França, o conceituado músico angolano José Adelino Barceló de Carvalho ‘Bonga’ vai celebrar meio século de carreira com o lançamento de uma nova obra discográfica e dois concertos, agendados para os dias 19 e 20 de Novembro, na Altice Arena, em Lisboa, e no Pavilhão Rosa Mota, no Porto.

A obra original de estúdio intitulada ‘Quintal da banda’ faz referência à vida quotidiana nos musseques de Angola e uma vasta cultura, que o músico faz questão de enaltecer em suas canções, marcadas por mensagens sobre o carnaval dos bairros, Caxito e as danças do povo angolano, tópicos característicos das composições do cantor.

“‘Quintal da Banda’ tem, para mim, uma importância extraordinária, pois muitos já esqueceram o que é um quintal e outros nunca tiveram; viveram sempre em prédios de dez andares e sem elevador”, explicou Bonga ao Jornal Metropolitana de Luanda, aquando do seu aniversário natalício.

Durante os dois espetáculos comemorativos, Bonga vai interpretar canções inéditas que fazem parte do seu novo disco de originais, bem como clássicos do seu vasto repertório, que marcaram toda uma carreira preenchida de sucessos. A nova obra traz dez temas e conta com a participação especial da artista franco-argelina Camélia Jordana.

“Para além das canções mais conhecidas do público, como ‘Mariquinha’, ‘Olhos Molhados’, ‘Homem do Saco’, vão fazer parte do alinhamento destes concertos de celebração alguns temas do ‘Quintal’, o novo disco de inéditos do cantor, que nos remetem para o percurso de vida do próprio”, informou o Grupo Chiado, promotora do evento numa nota publicada em seu site.

Bonga é considerado o embaixador da música angolana. Tem mais de 400 composições de sua autoria, 32 álbuns, sete bandas sonoras de filmes, e é também recordista de vendas. Recebeu inúmeros prémios de popularidade e homenagem. Os seus temas têm sido interpretados pelos mais diversos artistas, mas, acima de tudo, Bonga é uma referência obrigatória na cultura africana e um cartão de visita além-fronteiras.

Irinea Lukombo

Irinea Lukombo

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *