(Brasília – DF, 19/01/2021) Presidente da República, Jair Bolsonaro durante Solenidade de Posse do senhor Daniel de Macedo Alves Pereira, no cargo de Defensor Público-Geral Federal da Defensoria Pública da União. Foto: Marcos Corrêa/PR

Bolsonaro admite não ter provas de fraude e volta a atacar o presidente do Tribunal Superior Eleitoral

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (sem partido), não apresentou provas, como havia prometido para esta quinta-feira, 29, para fundamentar as denúncias sobre alegadas fraudes eleitorais, limitando-se a mostrar vídeos antigos, divulgados na internet com eleitores a reclamarem de supostos problemas na hora de votar e um outro vídeo em que um ‘youtuber’ apresenta uma suposta manipulação da urna electrónica, entretanto acusação já negada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Depois de fazer um apelo à imprensa e chamar a atenção dos brasileiros para acompanharem a transmissão semanal em directo pelas redes sociais, com a promessa de apresentar uma ‘bomba’ sobre as supostas provas de fraudes nas eleições, o próprio Bolsonaro reconheceu na live que não é possível provar se eleições foram fraudulentas ou não, e disse que seriam apresentados somente indícios.

O ministro Luís Felipe Salomão, co-regedor do Tribunal Superior Eleitoral, deu em Junho o prazo de 15 dias para que Jair Bolsonaro apresentasse provas de que haviam ocorrido fraudes nas eleições de 2018. A determinação do órgão de justiça eleitoral estendia-se a outros políticos que tivessem feito acusações com o mesmo teor.

Salomão também determinou que fosse aberto um procedimento administrativo para avaliar os riscos de fraudes no pleito de 2022, e se realmente ocorreu alguma irregularidade na votação em que Bolsonaro foi eleito.

As alegações de fraude são apresentadas como fundamento por Jair Bolsonaro para um retorno ao voto impresso, em que, ao votar na urna, o equipamento emitiria uma cédula com o voto, que seria armazenado num compartimento, que poderia ser aberto para auditar os resultados.

Avatar

Isto é Notícia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *