Banco Keve nega falência e garante ter fundos próprios acima dos exigidos pelo órgão regulador

O Banco Keve anunciou, na terça-feira, 4, através de um comunicado, que dispõe de fundos próprios acima dos exigidos pelo Banco Nacional de Angola (BNA), fruto da “conclusão com êxito” do segundo aumento do capital social, num total de 24 mil milhões de kwanzas.

A instituição bancária assegura que, com este montante, “os fundos próprios do banco ultrapassam os 40 mil milhões kz, muito acima do limite de 7,5 mil milhões kz estabelecido pelo BNA”, enquanto entidade reguladora.

No comunicado, a administração do Banco Keve adianta que está em curso um processo de reestruturação interna, cujo objectivo é “dar resposta aos desafios colocados pela actual situação económica muito impactada pela da Covid-19”, que afecta o país e o mundo.

Por outro lado, o banco sublinha que “está a transformar a estrutura de serviços, com aposta no digital, visando assegurar aos seus clientes um serviço inovador”.

Por último, a administração do Keve manifestou “confiança na economia nacional e nas suas pontecialidades”.

Em declarações à Lusa, uma fonte da instituição confirmou que o banco dispõe de fundos próprios suficientes, acima das exigências legais, e que “o banco não está em falência técnica”, mas sim, “em processo de reestruturação focada no saneamento e robustez do balanço”.

A mesma fonte negou a existência de casos de despedimentos, que teria afectado cerca de 60 funcionários, como informaram alguns órgãos de informação. No entanto, revelou que “serão encerradas algumas agências para dar lugar a outras”.

*Martinho Tchivica

Avatar

Isto é Notícia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *