ATD lança portal online sobre a luta política contra o domínio colonial em Angola

A Associação Tchiweka de Documentação (ATD), cujo Centro de Documentação tem vindo há 15 anos a desenvolver um exaustivo trabalho de pesquisa e recolha de informação sobre a história das lutas contra o domínio colonial em Angola e em outras ex-colónias portuguesas, colocou hoje, 14, à disposição dos internautas o primeiro arquivo online angolano.

Iniciado com o espólio do destacado combatente da luta de libertação e dirigente do MPLA Lúcio Lara ‘Tchiweka’ (1929-2016), o arquivo está aberto ao público e resultado da extensão do acervo privado do nacionalista Lúcio Lara e o trabalho posterior desenvolvido no âmbito do Projecto ‘Angola – Nos Trilhos da Independência’, desenvolvido entre 2010-2015, do qual resultou também o documentário fílmico Independência, realizado pela Geração 80 e produzido pela ATD.

Desde 2006, o Centro de Documentação da ATD tem gerido, organizado e ampliado todo o seu acervo, de tal modo que o portal ora colocando online corresponde à grande parte desse arquivo que foi sendo reunido e ampliado desde aquela data.

“É inegável a importância deste primeiro arquivo online angolano dedicado à história das lutas contra o domínio colonial em Angola e nas outras ex-colónias portuguesas. O avanço para a digitalização dos documentos e a opção de acesso via internet, opção lógica dos arquivos actuais, tornou-se ainda mais urgente pelas restrições que a COVID-19 a todos impôs”, explica em nota de imprensa a ATD.

O trabalho em curso, refere a ATD, deverá continuar a ser desenvolvido, muito embora estejam já disponíveis milhares de documentos (textos diversos, imprensa, fotografias, vídeos e outros), com possibilidade de busca e com informação sobre cada documento que pode ser acedida através do endereço electrónico www.tchiweka.org.

“Pela complexidade deste tipo de arquivo e face aos limitados recursos de que a ATD dispõe, a abertura ao público será feita por etapas, não só pelo trabalho arquivístico ainda necessário, mas também para superar as inevitáveis falhas, identificando os melhoramentos necessários em função da demanda dos utilizadores”, lê-se nas explicações constantes na nota de imprensa.

A ATD é uma associação angolana, sem fins lucrativos, classificada desde 2012 como uma instituição utilidade pública. O seu Centro de Documentação Tchiweka gere um arquivo privado que se rege pela legislação angolana, respeitando os princípios defendidos pela Associação.

“No mês em que a ATD celebra 15 anos de existência, este portal e o arquivo que nele se disponibiliza dão continuidade aos objectivos da sua criação, designadamente organizar e tornar acessível documentação que contribua para ‘preservar a memória e aprofundar o conhecimento sobre a luta do povo angolano pela independência e soberania nacional’”, esclarece.

Glaucia Miguel

Glaucia Miguel

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *