Angola volta ao Banco Société Générale para um novo financiamento de 500 milhões de Euros

O Presidente da República, João Lourenço, aprovou o acordo-quadro de financiamento do banco francês Société Générale, no valor global de 500 milhões de Euros, depois de, já em 2015, o país ter contraído um empréstimo da mesma instituição financeira também no valor de 500 milhões, mas de dólares.

O Despacho Presidencial n.º 115/21, que autoriza a ministra das Finanças, Vera Vades, a assinar o acordo e cuidar de toda a documentação atinente ao processo, foi publicado na segunda-feira, 2, no Diário da república.

O valor, de acordo com o despacho presidencial, visa “garantir a continuidade e a concretização do programa do governo, relativo à execução dos projectos inseridos no Programa de Investimentos Públicos e de outros programas e projectos de interesse nacional, enquadrados no Plano de Desenvolvimento de Angola 2018 – 2022”.

Em 2015, a Société Générale, através do Despacho Presidencial nº 26/15 de 8 de Abril, celebrou um outro acordo de financiamento com a República de Angola, para a concessão de uma linha de crédito no valor de 500 milhões de dólares norte-americanos.

A lista de créditos contraídos por Angola continua a “engordar”, o que levou o Fundo Monetário Internacional (FMI), através do seu representante em Angola, Marcos Souto, a apelar a uma maior cautela com os altos níveis de dívida angolana, chamando a atenção para a capacidade de endividamento que, segundo o organismo financeiro, “é muito limitada”.

Em Junho, o Presidente João Lourenço autorizou a assinatura de um contrato de abertura de uma linha de crédito com o Banco de Fomento Angola (BFA), no valor 63,2 mil milhões de kwanzas, e, no mesmo mês, aprovou um outro acordo de financiamento entre o governo angolano e o Banco Bilbao Vizcaya Argentaria, SA, no valor global de 150,7 milhões dólares norte-americanos.

O Société Générale é um dos maiores bancos da Europa. Foi criado a 4 de Maio de  1864. Juntamente com o BNP Paribas e o Credit Lyonnais (actualmente conhecido como LCL), é um dos três grandes bancos franceses e faz parte do índice CAC 40, o índice bolsista que reúne as 40 maiores empresas cotadas em França.

Avatar

Isto é Notícia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *