photo of an old movie projector

Anfiteatro Wyza acolhe exibição do documentário “Oxalá Cresçam Pitangas”

A Fundação Arte e Cultura, em parceria com Geração 80, vai exibir, nesta quarta-feira, 20, o premiado documentário “Oxalá Cresçam Pitangas”, de Kiluanje Liberdade e Ondjaki, a partir das 18h30, no anfiteatro Wyza.

A exibição do documentário enquadra-se no programa “Cinema para Todos”, que tem como objectivo massificar a sétima arte em Luanda, sob o lema “o cinema não é luxo, mas sim para todos”.

Como habitual, a sessão será acompanhada de uma conversa aberta com os realizadores, com vista a dar a conhecer o significado do trabalho das equipas técnicas por detrás das câmaras e os conceitos de cada narrativa traduzida nas lentes.

Declarado umas das maiores obras angolanas, “Oxalá Cresçam Pitangas” — título extraído de um poema de António Gonçalves, no livro “Buscando o Homem”, de 2000 —, é um documentário de 62 minutos, realizado por Kiluanje Liberdade e Ondjaki, que conta a história de uma  Angola pós-guerra civil diante da sobrepopulação e o consequente  cruzamento de várias realidades e gentes provenientes de todas as províncias. Através de dez personagens, os realizadores mostram as variadas formas de viver e interpretar a cidade.

Lançado em 2007, o filme fez parte da mostra “África Hoje”, em 2012, tendo ganhado o Prémio Nacional de Cultura e Artes, em 2015, o prémio de Melhor Documentário no Festival Internacional dos Camarões, em 2016, e seleccionado para o Festival de Luxor Egipto, em 2015.

O projecto “Cinema para Todos” é uma iniciativa da Geração 80, em parceria com a Fundação Arte e Cultura, e prevê uma exibição semanal de filmes africanos. Teve a sua estreia no dia 13 do corrente mês, com a exibição do filme “Mwana Nketo”, de Satanha Cinéfilo.

Lurdes Tomé

Lurdes Tomé

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *