Activo de mais de 3 mil milhões Kz reafirma liderança do BAI entre os grandes bancos do país

O Banco Angolano de Investimentos (BAI) mantém a sua posição estatutária entre os cinco maiores bancos a operar em Angola, com um activo total de cerca de 3.057 mil milhões de kwanzas. Os dados foram anunciados  nesta terça-feira, 13 , pela Deloitte, aquando apresentação do relatório ‘Banca em Análise’.

O BAI deixa, novamente, para trás o Banco de Fomento Angola (BFA), o Banco de Poupança e Crédito (BPC), o BIC e o ATLANTICO, o qual se mantém igual a 2019. O activo desses bancos expressa cerca de 71,9% do total de todo o sector bancário, que se traduz num aumento de aproximadamente 18,5% face ao ano anterior.

Considerando os bancos analisados, o total de crédito líquido ascendeu a 2.921 mil milhões de kwanzas, o que corresponde a um aumento de 10% face ao ano de 2019, invertendo a tendência dos últimos anos, com o BIC, o ATLÂNTICO, o BAI, o BFA e o Banco SOL a liderarem na concessão de crédito.

Apesar do crescimento, o vice-governador do Banco Nacional de Angola (BNA), Rui Miguéns, que participou da 15ª edição do Banca em Análise, considerou ser bastante complexa a questão dos créditos no país, tanto é que o banco central tem estado a criar vários instrumentos para dar respostas à situação, como é o caso da publicação do Aviso 4 e o 10 do BNA que orientam para a utilização dos activos líquidos dos bancos para a concepção de créditos destinados à áreas especificas.

Segundo ainda os dados da Deloitte, o BAI liderou, em 2019, liderou a posição entre os cinco maiores bancos a operar em Angola, na altura, com um activo líquido de 2.641 mil milhões de kwanzas.

Jaime Tabo

Jaime Tabo

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *